Buscar

ENTENDA O QUE ACONTECEU NO AMAPÁ

Todo caos começou no dia 3 de novembro com o primeiro apagão ocorrido depois de um incêndio, que comprometeu os três transformadores na subestação no Macapá. O que deixou 13 das 16 cidades do estado sem energia elétrica. A partir de então, é elaborado um plano de ação para retomada da energia, que inclui dentre outras ações a chegada de um novo transformador, vindo de outro estado com a previsão de chegar em dezembro.

Primeiramente havia uma suspeita que incêndio foi ocasionado por um raio que teria atingido um dos transformadores. Porém a investigação inicial sobre as causas do incêndio descartou que o equipamento foi atingido diretamente por um raio e ainda não se sabe o que provocou o incêndio.


Transformador que sofreu incêndio em subestação do Amapá Fonte: https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2020/11/18/apagao-no-amapa-veja-a-cronologia-da-crise-de-energia-eletrica.ghtml


Mas afinal, qual a função do transformador?

O transformador é uma máquina elétrica usada para abaixar ou aumentar as tensões e correntes elétricas em circuitos de consumo ou transmissão de energia. Ou seja, no caso dos transformadores atingidos pelo incêndio, ele tem a função de elevar a tensão de geração que a subestação está recebendo até a tensão desejada para a transmissão. Tendo outro transformador, de menor potência, no destino com a função de abaixar a tensão da energia para que o cliente possa utilizar.

Por isso, enquanto o novo transformador não chega, a energia começou a ser restabelecida aos poucos na forma de rodízio. Porém, um segundo apagão ocorrido no dia 17 atrapalhou os planos da companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), atingindo novamente as treze das dezesseis cidades do estado que ainda estavam com o fornecimento energético racionado.

Segundo a ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), responsável pela coordenação e controle da operação de geração e transmissão de energia elétrica, a energização de uma linha de transmissão (linha Santa Rita-Equatorial) pode ter levado a uma sequência de desligamentos de um transformador da subestação Macapá e da hidrelétrica Coaracy Nunes, o que gerou o apagão.

Como solução provisória foram instalados geradores termelétricos nas subestações de Macapá e Santana sendo acionados no dia 21. Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, os geradores movidos à combustível podem garantir o retorno total do serviço de forma gradual, que deve ser normalizado completamente no dia 26.

Os geradores são máquinas capazes de transformar diferentes formas de energia em energia elétrica, no caso de geradores termelétricos a energia térmica é transformada em energia elétrica.


Autora: Raíssa Maria Gomes Santos

0 comentário