Buscar

Tarifa Branca: Como funciona e em quando utilizá-la

Quando o assunto é conta de energia muitos consumidores ficam apreensivos e sem saber uma forma de economizar, poucos sabem da nova modalidade tarifária instituída pela ANEEL (Agencia Nacional de Engenharia Elétrica), a Tarifa Branca. O simples fato de o consumidor migrar para essa modalidade pode proporcionar uma redução de até 40% em sua conta de energia, mas antes de fazer essa mudança é preciso entender o funcionamento da Tarifa Branca e ter conhecimento do perfil de consumo de sua unidade.


O que é a Tarifa Branca?


A Tarifa Branca é a modalidade tarifária em que o valor do kWh varia de acordo com o dia da semana e o horário de utilização. Nos dias úteis o horário de consumo é dividido em horário de Ponta, intermediário e fora de Ponta, já nos finais de semana e feriados nacionais só é considerado o horário fora de ponta.

Como Saber se a tarifa Branca é vantajosa?


Antes de fazer a mudança para essa modalidade é preciso realizar um estudo do consumo da unidade. No caso de residências os aparelhos que mais consomem energia elétrica são os chuveiros e ar condicionados, sendo assim, para um consumidor que consegue utiliza-los preferencialmente nos horários fora de ponta essa modalidade será vantajosa, já para os consumidores comerciais e industriais que possuem uma carga mais especifica e um horário de consumo mais abrangente deve ser realizado um estudo mais criterioso a fim de identificar se essa modalidade trará uma redução significativa em sua conta de energia.


Como Funciona a Tarifa Branca?


Depois de realizado o estudo o consumidor deve solicitar a concessionaria a mudança para a modalidade Tarifa Branca, a parir dessa data a distribuidora tem 30 dias para realizar a mudança tarifária. Para os consumidores dessa modalidade será instalado um novo medidor, o qual contabiliza o consumo de acordo com o horário de utilização. Os intervalos de horários e o valor do kWh podem variar entre as concessionárias, mas, normalmente divide-se da seguinte forma:

Horário de Ponta: das 18 às 21 Horas;

Intermediário: das 16 às 18 Horas;

Fora de Ponta: das 21 às 16 Horas do dia seguinte;

Tomando como base a concessionara COELBA, do grupo Neoenergia, apresentamos algumas demonstrações da utilização da Tarifa Branca nos diversos grupos de consumidores. Na primeira simulação supomos um consumo de 100 kWh para uma unidade consumidora do grupo Residencial, nessa situação supomos que o consumidor consegue reduzir o consumo nos horários de ponta e intermediário em 50%. Nesse cenário observa-se que o valor a ser pago utilizando a Tarifa Convencional é de R$ 72,88, porém com a utilização da Tarifa Branca o consumidor paga R$ 60,86, uma economia de 16%.


Figura 1: Simulação de consumo para unidade residencial.


Em um segundo cenário foi realizada a simulação para um consumidor comercial, supondo um consumo de 100 kWh e uma redução em 75% do consumo nos horários de ponta e intermediário, nesse caso o valor a ser pago utilizando a Tarifa Convencional é R$ 72,88, mas utilizando a Tarifa Branca o consumidor paga apenas R$ 53,10, uma economia de 27%.


Figura 2: Simulação de consumo para unidade comercial.


Em um terceiro cenário foi realizada a simulação para um consumidor industrial, supondo um consumo de 100 kWh e uma redução em 90% do consumo nos horários de ponta e intermediário, nessa simulação o valor a ser pago utilizando a Tarifa convencional é R$ 72,88, mas utilizando a Tarifa Branca o consumidor paga apenas R$ 48,15, uma economia de 34%.


Figura 3: Simulação do consumo para unidade Indústria.


Em um quarto cenário foi realizada a simulação para um consumidor comercial, supondo um consumo de 100 kWh, porém, nesse caso não foi realizada uma redução no consumo nos horários de ponta e intermediário, nessa situação o valor a ser pago utilizando a Tarifa Convencional é R$ 72,88 e utilizando a Tarifa Branca é R$ 76,46, nesse caso ocorreu um acréscimo de 5%.


Figura 4: Simulação de uma situação em que a Tarifa Branca não é vantajosa.


Analisando todos esses cenários é perceptível que a Tarifa Branca pode proporcionar reduções nas contas de energia em todos os grupos de consumidores e que o fator determinante para maximizar as reduções na conta são os horários de consumo. Portanto, antes de aderir a essa nova modalidade tarifária é importante que o consumidor faça um estudo do seu consumo e procure a melhor forma de distribui-lo ao longo do dia, para isso é importante que o consumidor contrate uma empresa de consultoria para que juntos possam encontrar a melhor forma de utilizar a Tarifa Branca.

  • Facebook
  • Instagram
  • whatsapp

Energize Jr.
©2019 Todos os direitos reservados.